O amor não tira férias

domingo, 29 de maio de 2011
Um filme que eu assiste e recomendo é: O amor não tira férias e a personagem em questão é Iris.
Ela é apaixonada por um cara que não da a minima pra ela, e esta prestes a se casar com outra.

O filme começa com ela dizendo:

"Comprovei que, quase tudo o que já foi escrito sobre o amor é verdade. Shakespeare disse: "as buscas terminam com o encontro dos apaixonados.” Que idéia mais extraordinária! Pessoalmente, nunca passei por nada parecido com isso. Mas estou convencida de que Shakespeare tenha.
Suponho que penso no amor mais do que deveria. Me admira o grande poder do amor em alterar e definir nossas vidas. Shakespeare também disse que o amor é cego. Agora, isso eu sei que é verdade.
Para alguns, sem explicação, o amor se apaga. Para outros, o amor se vai. Mas é claro, o amor pode surgir mesmo que por só uma noite. No entanto, existe outro tipo de amor, o tipo mais cruel. Aquele que quase mata suas vítimas. Chama-se "amor não correspondido". E nesse tipo sou experiente.
A maioria das histórias de amor fala de pessoas que se amam mutuamente. Mas o que acontece com os demais? E as nossas histórias? Aqueles que se apaixonam sozinhos?
Somos vítimas de uma relação unilateral. Somos os amaldiçoados dos amantes. Somos os não amados. Os morto-vivos. Os deficientes sem estacionamento reservado.
Sim, vocês estão olhando para uma destas pessoas.
Eu amei intensamente esse homem durante três amargos anos. Sem dúvida, os piores anos da minha vida. As piores ceias de Natal. Os piores aniversários. Vésperas de Ano Novo que acabam em lágrimas e Valium.
Desde que estou apaixonada, tenho os piores anos da minha vida. Tudo porque sofri a maldição de me apaixonar por um homem que não pode e nem quer me corresponder.
Deus, só de vê-lo me acelera o coração. Dá um nó na garganta. Não posso nem engolir.
Todos os sintomas tradicionais."

Ela então decide viajar para tentar esquecê-lo:

- Eu queria me afastar das pessoas que vejo o tempo todo. Bem, não de todas as pessoas, de uma pessoa. Queria ficar longe de um cara. Um ex-namorado que acaba de ficar noivo e esqueceu de me avisar.
- Por que sinto atração pelo homem que eu sei que não é bom?*
- Porque espera estar errado, e ignora cada erro que ele faz. E quando ele te surpreende, volta a te conquistar. E fica sem motivos para achar que ele não serve pra você.


Eu sei como é se sentir extremamente pequena e insignificante. E como isso dói em lugares que você nem sabia que tinha em você. E não importa quantos cortes de cabelo, quantas academias você freqüenta, ou quantas garrafas você toma com suas amigas. Você continua indo pra cama todas as noites, repassando todos os detalhes e se pergunta o que fez de errado. Ou como pôde ter entendido errado. Ou como por aquele momento pensou que era feliz. Até se convence de que uma hora ele vai perceber e baterá na sua porta. E depois de tudo, ainda que essa situação tenha durado muito tempo, você vai para um lugar novo e conhece pessoas que te fazem sentir útil de novo. E vai recompondo sua alma, pedaço a pedaço. E toda aquela confusão, os anos desperdiçados da sua vida começam a desaparecer.

Por isso está aqui, para esquecer alguém?

- Ele mantém contato?
- O tempo todo.
- Fica impossível esquecê-lo. Ótimo pra ele, péssimo pra você.

Até que ela conhece pessoas maravilhosas que a mostram o quanto maravilhosa ela é:


Depois de ela estar praticamente recuperada o cara de pau, aparece nas maravilhosas férias dela com a cara mais limpa do mundo, e ai vem a melhor parte do filme:




- Esta distorcida e venenosa relação que temos finalmente acabou. Milagrosamente, não amo mais você. Tenho uma nova vida para viver. E você não faz parte dela.

6 comentários:

Thay Negrão disse...

Assisti esse filme duas vezes!!! Muito bom mesmo e nós faz pensar o quanto vale a pena tentar esquecer alguém que não nos faz bem! A vida sempre nos reserva surpresas...bem melhores do que podemos imaginar!!! Beijos querida... Ótima semana!

ॐ Ingrid Souza e Aline Udovic. disse...

Obrigada pelos comentários no nosso blog! Ah, e esclareceu bastante coisa sobre aquela questão da bíblia, fim do mundo e tal. Obrigada mesmo!
--
Volte Sempre!
http://enfiimnos.blogspot.com
Seguindo ♥

Sr.ta Pitta disse...

=)

Corrinha Rodrigues disse...

Quero isso pra minha vida também! Vou assistir pra ver se me ajuda. rs.

Bjo, Pitta.

Aqui é tão "cuti cuti" que resolvi ficar. rs.

Sr.ta Pitta disse...

Seja bem vinda flor... como dizem mesmo? á lembrei, minha casa é sua casa uou" ratificando meu blog é seu blog .
beijos.

Anônimo disse...

Eu assisti seis vezes, recomendo, é lindo, nos faz refletir e descobrir que existem pessoas melhores do que aquelas que nos faz sofrer, mas por medo não desistimos para tentar encontrar aquele que realmente merece estar ao nosso lado.
Nayara.

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t